Retrato de Luís Lavoura

A chanceler alemã e o seu marido todos os anos assistem ao festival de ópera de Bayreuth. Pagam os seus bilhetes do seu próprio bolso, tal como qualquer cidadão. Apesar de, naturalmente, tanto a organização do festival como muitas empresas privadas alemãs terem todo o prazer em lhes oferecerem bilhetes.

Não se entende por que raio algumas figuras do Estado português não fazem o mesmo quando querem assistir a jogos de futebol da seleção nacional. É claro que tanto a Federação Portuguesa de Futebol como muitas empresas privadas, por exemplo a GALP, têm todo o prazer em lhes oferecer bilhetes para o jogo, e até a viagem e os hotéis. Mas: não há necessidade. Só mesmo um político palerma é que se expõe a críticas por receber de oferta bilhetes para um espetáculo de futebol. E, se o político é tão palerma que o tenha feito, então esse político deve ser posto fora do governo.

Não se trata de uma questão de corrupção ou (im)probidade, trata-se de uma questão de idiotice.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação