Retrato de Luís Lavoura

O parlamento grego continua incapaz de decidir tomar as medidas que a Comissão Europeia dele exige. Sem essas medidas tomadas, a Europa recusa-se a emprestar mais dinheiro à Grécia, e esta terá de declarar a bancarrota.

 

Isto já seria grave mas, o que é pior, parece que, perante as notícias, os cidadãos gregos iniciaram uma corrida aos bancos, isto é, começaram a levantar os euros que têm depositados nos bancos. Se isto se concretizar, o governo grego terá que decretar um "feriado bancário", isto é, um corralito à argentina. Ou seja, terá que decretar que os bancos são obrigados a encerrar, ficando o povo impedido de levantar dinheiro deles.

 

Ficam então criadas as condições para que a Grécia abandone a Zona Euro. De facto, durante o corralito o governo grego terá que proceder à mudança da moeda, de tal forma que, quando os bancos reabrem, já só se pode levantar deles a nova moeda grega, e não os euros originais.

 

Temos portanto a sequência de eventos: notícias alarmantes --> corrida aos bancos --> imposição de um feriado bancário --> mudança da moeda durante o feriado bancário. Na próxima semana (talvez semanas) veremos se isto se desenrola de facto. As coisas podem acontecer com uma velocidade estonteante, e de forma não planeada, como se verá (?).

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação