Retrato de Luís Lavoura

O primeiro-ministro José Sócrates demitiu-se a 23 de março de 2011. As eleições legislativas consequentes tiveram lugar a 5 de junho - dois meses e meio depois.

Nesse tempo houve quem, como de costume, vituperasse o longo tempo que em Portugal demora organizar umas eleições. Sem falta, apontou-se o modelo do Reino Unido - onde o primeiro-ministro se demite e simultâneamente marca eleições para, aproximadamente, um mês depois -, o qual, atualmente, conjuntamente com os Estados Unidos da América, é modelo supremo para todos os intelectuais portugueses.

Agora (finais de abril), o governo holandês demitiu-se. As eleições consequentes terão lugar na Holanda a 12 de setembro, isto é, quatro meses e meio após a demissão do governo. Aparentemente, os holandeses são aproximadamente duas vezes mais lentos a organizar eleições do que os portugueses. O modelo holandês, compreensivelmente, não é referido em Portugal.

(Já agora, convem salientar que o governo holandês se demitiu por não ter sido capaz de fazer aprovar pelo parlamento um aumento do IVA, e algumas medidas adicionais, destinados a fazer baixar o défice do Estado de 4,6% do PIB para 3% do PIB. Mais um modelo que não é referido em Portugal...)

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação