Retrato de Luís Lavoura

Fez muito bem o governo em não autorizar a realização de uma manifestação na ponte 25 de Abril. Com efeito, é tão inapropriado realizar uma manifestação nessa ponte quanto o seria realizar uma manifestação na VCI (no Porto), no Eixo Norte-Sul (em Lisboa), ou algures no meio da autoestrada do Norte.

Não se trata de uma questão de segurança - embora tais questões se ponham, como o bloqueio da ponte 25 de Abril em 1994 demonstrou - mas sim de uma questão política: não se realiza manifestações em cima de grandes vias de comunicação de interesse nacional. O direito de manifestação não é absoluto e ilimitado, ele não deve colidir com outros direitos, nomeadamente, neste caso, o direito de as pessoas circularem pelo território sem atrasos nem desvios de maior monta.

E se a CGTP argumenta, e bem, com o facto de se realizarem corridas pela ponte 25 de Abril, pois bem - isso só mostra que tais corridas não deveriam ser realizadas, não mostra que as manifestações devam ser autorizadas.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação