Retrato de Luís Lavoura

A solução para os problemas da Zona Euro só pode ser achada sob liderança e por iniciativa da Alemanha. A minha solução preferida consiste em a Alemanha entender que está a mais, que as exigências que faz aos outros países da Zona são descabidas e não podem ser cumpridas, e ir-se embora. A Alemanha deveria combinar com os seus parceiros mais próximos e que se encontram em situação económica e financeira análoga à dela - a Holanda e a Áustria, eventualmente também o Luxemburgo e, quem sabe, a Bélgica - e criar uma moeda só para eles, com regras análogas às do atual euro e que se poderia apropriadamente denominar Euro Magno, tanto em homenagem a Carlos Magno como em referência à magna força que essa moeda viria a ter - só comparável à força do Franco Suíço. Isto feito, o resto da Zona Euro desintegrar-se-ia naturalmente em dois blocos. A Finlândia, a Estónia e a Letónia sairiam por seu próprio pé para um novo bloco monetário, com uma moeda que se poderia, apropriadamente, vir a denominar a Coroa Báltica. Todos os restantes países da Zona Euro permaneceriam nela, e entre si fariam novas regras para o Euro, e para o seu banco emissor, mais apropriadas às circunstâncias de todos eles.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação