Retrato de Luís Lavoura

Houve um juiz do Supremo Tribunal norte-americano que, uma vez, na redação de um parecer sobre a liberdade de expressão, escreveu que um dos limites a essa liberdade existe quando alguém grita "Fogo!!!" num teatro apinhado de gente. A pessoa que faz esse falso alarme para um incêndio torna-se responsável pelos mortos e feridos que venham a resultar do pânico causado e da correria para as saídas do teatro.

O mesmo se aplica à notícia da TVI sobre a iminência da falência do BANIF. Ao publicar a notícia, a TVI tornou-se responsável pela corrida aos depósitos que se verificou nesse banco, com as consequências que dela advieram. A TVI pisou o risco dos limites à liberdade de informar.

Mas, é claro que isto não interessa nada num país como o nosso, onde há amplas liberdades democráticas (na velha expressão de Álvaro Cunhal) e a TVI e o Correio da Manhã dão as notícias, verdadeiras ou falsas, legítimas ou ilegítimas, que muito bem lhes apeteça, sem que jamais sejam punidos pela sua irresponsabilidade ou aleivosia..

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação