Retrato de Luís Lavoura

Na discussão sobre a possível independência da Catalunha, Espanha joga com o trunfo da pertença à União Europeia: a partir do momento em que a Catalunha declarasse a independência, deixaria de fazer parte da União - coisa que os catalães, evidentemente, não querem que aconteça.

Mas, pergunto eu: será a pertença à União tão importante? Eu creio que não é. De facto, uma Catalunha independente continuaria a pertencer à zona de comércio livre europeia, a qual não é exclusivamente constituída pela UE. Também continuaria a fazer parte da zona de livre circulação de Schengen - a qual não inclui alguns países da UE mas inclui pelo menos um país (a Suíça) que não é membro da UE. Finalmente, uma Catalunha independente poderia continuar a usar o euro como moeda - nada impede um país de usar a moeda emitida por outro país.

Para que serve a pertença à UE? Para se participar na Política Agrícola Comum e na Política Comum de Pescas. O que são bem poucas vantagens - talvez até sejam desvantagens.

Os catalães podem bem escolher a indpendência e não se ralar com o facto de eventualmente saírem da União Europeia. O prejuízo para eles será bem pequeno.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação