Retrato de Luís Lavoura

Os nacionalistas catalães insistem que querem "dialogar" ou "negociar" com o governo de Madrid. Este último recusa-se a dialogar ou negociar. Por quê? Três razões:

(1) O governo de Madrid está politicamente muito dependente dos nacionalistas espanhóis, isto é, dos centralistas. Estes últimos são muito maioritários na direita espanhola, representada pelo PP. Se o governo de Madrid negociasse qualquer coisa de substancial com os catalães, seria acusado de "traição" pelos seus apoiantes nacionalistas espanhóis. É que, o problema nesta questão não é somente o nacionalismo catalão, é também o nacionalismo espanhol, ou seja, o centralismo.

(2) Espanha tem muitas regiões autonómicas além da Catalunha, do País Basco e da Galiza. Qualquer concessão à Catalunha, especialmente em matéria de autonomia fiscal, poderá depois ser reivindicada por outras regiões mais ricas, em particular Navarra e País Valenciano. Se Espanha conceder autonomia fiscal a todas as suas regiões mais ricas, fica sem dinheiro para distribuir pelas mais pobres (Andaluzia, Extremadura).

(3) Espanha está com sérios problemas de dívida e défice públicos. Nestas condições, é muito difícil para o Estado central conceder autonomia fiscal à sua região mais rica (em termos absolutos). E não tenhamos ilusões, aquilo que, em última análise, os catalães desejam, é autonomia fiscal, ou seja, que o dinheiro que é pago em impostos na Catalunha permaneça na Catalunha.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação