Retrato de Luís Lavoura

A NATO afirmou ontem que pretende aumentar a sua cooperação com a Ucrânia.

É evidente que isto é como deitar gasolina no fogo. Tem que se ter em conta que aquilo que à Rússia mais desagrada é que o "Ocidente" ponha as suas mãos, militarmente, cada vez mais próximo dela. A Rússia não gostou nada que a NATO absorvesse os países bálticos, por exemplo. A Rússia também não gostará nada que a NATO se intrometa, de alguma forma, na Ucrânia.

Em vez de procurar um apaziguamento e uma via para a paz, o "Ocidente" parece continuamente empenhado numa escalada da via militar.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação