O Banco Mundial, através da sua organização Doing Business, disponibiliza uma base de dados de indicadores comparáveis de 155 economias, que indicam os custos de "fazer negócio" derivados dos mecanismos regulatórios (às vezes do excesso deles), e permite analisar quais os mais críticos para o investimento, criação de riqueza e crescimento.

Neste momento mantêm um conjunto de indicadores actualizados até Janeiro 2005, com actualização anual:

  • Constituir uma empresa;
  • Licenciamento;
  • Contratação a termo e a prazo;
  • Registo de propriedade;
  • Acesso ao crédito;
  • Protecção de investidores (eficácia da protecção dos pequenos accionistas contra gestões danosas ou fraudulentas);
  • Eficácia do direito comercial (tempo, custo e procedimentos para resolver disputas contratuais);
  • Tarifas aduaneiras (custo e procedimentos na importação e exportação de bens);
  • carga fiscal;
  • encerramento de actividade.

A página-resumo de Portugal mostra-nos o seguinte cenário:

"Ease of doing bussiness" - 42º

Decomposto em:
"Starting a bussiness" - 104º
"Dealing with licenses" - 94º
"Hiring and firing" - 145º
"Registring property" - 93º
"Getting credit" - 55º
"Protecting Investors" - 32º
"Paying Taxes" - 47º
"Trading Across Borders" - 29º
"Enforcing Contracts" - 46º
"Closing a Business" - 19º

É ainda possível gerar relatórios à medida, escolhendo as economias e os indicadores que se quer comparar. O resumo do trabalho da Doing Business está aqui (em Português). Mais informações no site. Via O Insurgente.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação