Política Internacional

Caros membros e simpatizantes,

Na próxima 4ªfeira, 31.08.2005 pelas 21:00, terá lugar mais uma
tertúlia no espaço "Loucos e Sonhadores", Travessa Conde Soure, nº 2
(Junto à Ler
Devagar) no Bairro Alto.

O tema será:
Partidos politicos brasileiros e o fenómeno Lula-PT

Convidado Especial:
Jorge Gustavo
Universidade Regional de Blumenau - Santa Catarina

Participação aberta a todos os interessados.

Luís Guerreiro

MLS-Secretário

Retrato de Miguel Duarte

Já se falou aqui muito em elefantes brancos, uma espécie de elefantes, que ao contrário de outros, infelizmente, está muito longe da extinção. Hoje, não vou escrever sobre os portugueses, que se têm reproduzido muito bem, graças a políticos como o Santana Lopes e José Sócrates, mas dos Gregos! :)

Eram investimentos mesmo necessários para o país:

It would have been worth it even if the cost had been double what we paid, says Spyros Cladas, who goes by the Orwellian title of General Secretary of Olympic Utilisation. The benefits were material with new infrastructure, but also (the Olympics) gave Greece a new identity and better recognition.


Mas parece que houve alguma falta de planeamento:

A senior government official once admitted to me that the only plan he had seen prior to the Games simply had "conference centre" marked next to a list of almost every facility. To make matters worse, the authorities failed to see the wisdom of constructing temporary venues for some sports, as previous Olympic host cities have done. Everything in Athens is set in concrete, even the facilities for sports which are of minimal interest to the average Greek, such as baseball, softball and hockey. These are three of the immaculate stadiums now standing idle at the Hellinikon complex. They are top quality buildings each and every one. At the baseball stadium the sprinklers pump out gallons of water every day to keep the grass in perfect condition. But the bright blue plastic seats are all empty and nobody knows when or if they will ever be filled again.


Isto faz-me lembrar tanta coisa. Dá-me uma sensação de coisas que já vi em algum lado. Graças ao excelente Governo Grego, os cidadãos gregos têm agora imensos estádios, em Atenas, que não utilizam e ainda precisam de pagar por eles:

My government asks us to pay 100 million euros ($121m) per year from our taxes (to maintain the Olympic venues) and I don't use them, I don't see them, I don't go there as a viewer or as an athlete. Nobody uses them and nobody tells you what's going to happen next year. Wouldn't you get mad?


A minha grande conclusão é que o Governo Grego também nunca ouviu falar de "estudos financeiros". Será que não podíamos aprender um pouco com os outros, para variar?

Nota: As citações foram retiradas de um artigo da BBC News

Retrato de Luís Lavoura

Chegaram ontem a Cabul, num grande avião militar de carga, os boletins de voto para as próximas eleições afegãs. Os boletins foram impressos na Inglaterra e na Áustria.

Pergunto: não haverá no Afeganistão tipografias capazes de imprimir boletins de voto? Não ficaria muito mais barato imprimir os boletins de voto localmente, do que fazê-lo na Europa e depois tansportar os impressos, de avião, para o Afeganistão? Alternativamente, se no Afeganistão nem tipografias há, não as haverá mesmo ao lado, na Índia ou no Irão, países que organizam regularmente as suas próprias eleições?

Parece claro que, até em matéria da impressão de boletins de voto, a ajuda internacional é uma forma encapotada de os Estados europeus subsidiarem as suas indústrias. Neste caso, o subsídio dirige-se às tipografias inglesas e austríacas. Em detrimento do apoio à construção de uma economia local.

Retrato de Miguel Duarte

Bonito serviço. Os americanos estão a conseguir substituir um estado laico, embora ditatorial, por uma república islâmica, aliada do Irão conservador e onde as mulheres estão rapidamente a perder os seus direitos.

Será que só metade da população do Iraque é merecedora da Libertação?

Algumas das novas "liberdades" que provavelmente passarão na nova constituição para as mulheres:

  • Incorporação da lei Sharia como lei do estado;
  • Poligamia (apenas para o homem, claro está, as mulheres certemente serão apedrejadas);
  • Tribunais de acordo com a religião das mulheres (e se a mulher não tiver religião?);

Para ter uma ideia, este é o comentário de uma mulher sobre o que se está a passar no país:

I'm now afraid to drive my car. I've changed where I study and work so that I can be nearer to home.

Será que isto foi mesmo uma libertação?

Retrato de Miguel Duarte

Aqui fica uma frase que penso que se aplica muito bem aos recentes ataques às liberdades por parte de alguns países.

Those who would give up Essential Liberty to purchase a little Temporary Safety, deserve neither Liberty nor Safety.

Benjamin Franklin (1706-1790)