Retrato de Luís Lavoura

Muitos bloggers têm escrito muitos posts sobre a morte de Václav Havel, antigo presidente da Checoslováquia e da República Checa.

Focam-se sempre na morte de Havel, o homem político.

Eu diria que os méritos de Havel como homem político são discutíveis e apresentam algumas nódoas. Pelo contrário, os méritos de Havel como autor de peças de teatro são indiscutíveis.

É pena que Havel seja, aparentemente, tão pouco lido e representado em Portugal. Apesar de as suas peças se referirem a um período muito particular, e ultrapassado, da história política e social do seu país, trata-se de peças brilhantes e que merecem a leitura e a representação em todo o tempo.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação