Retrato de Luís Lavoura

É lamentável a atuação da candidata do PS (e atual presidente da Junta) a uma Junta de Freguesia do concelho da Covilhã, em que rebaixou e gozou com o seu opositor, candidato do CDS, por este ser um ex-emigrante retornado da Venezuela.

É claro que o PS (ou qualquer outro partido) dificilmente pode exigir um grande nível de elevação de todos os seus candidatos, até a uma recôndita Junta de Freguesia. Mas tem a obrigação de se demarcar desta atitude xenófoba da sua candidata, desautorizando-a.

Tal como os imigrantes estrangeiros em Portugal, também os emigrantes portugueses retornados devem gozar de todos os seus direitos políticos, e não podem ser rebaixados nem humilhados devido à sua origem.

O PS deveria imediatamente demarcar-se desta sua candidata, desautorizá-la, retirar-lhe o seu apoio.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação