Retrato de Luís Lavoura

Embora a nossa sociedade promova a liberdade de imprensa, há muitas pessoas nessa nossa sociedade que não a apreciam deveras. (Ou melhor: não a apreciam quando ela é utilizada para atacar valores que lhes são queridos.) Embora todos digamos que gostamos muito da liberdade de imprensa e que ela é um dos valores essenciais do nosso sistema político, na verdade há muitos de nós que querem impôr limites a essa liberdade.

Felizmente, a imensa maior parte desses nossos concidadãos que querem limitar a liberdade de imprensa não recorre às armas para impôr esses limites - recorre a processos judiciais. Os quais em Portugal têm tido um êxito variável, felizmente decrescente com o passar do tempo, à medida que cada vez mais juízes vão admitindo que a liberdade de imprensa é realmente um valor a erigir, mesmo quando incómodo e, porventura, ofensivo.

No entanto, o que importa ter em mente é isto: há na nossa sociedade muitos adversários da liberdade de imprensa, e mesmo aqueles que não recorrem às armas são perigosos.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação