Retrato de Luís Lavoura

Durante os próximos 3 anos, subsídio fiscal até 250 euros a quem compre um computador pessoal. Justificação: apoio à sociedade de informação.

Muitas pessoas compram um computador só para jogar. Ou então para escrever cartas em word. Ou então para fazer cálculos em excel. Ter um computador de forma nenhuma significa que se participe na sociedade da informação.

(Pode também ter-se um computador só para blogar...)

É este tipo de atividades que, indiretamente, o governo pretende agora subsidiar.

E há boa justificação? Não. Os computadores são (cada vez mais) baratos. Caro é o software, e a utilização da internet. O hardware, o computador, é barato, pelo que não se justifica ajudar na sua compra.

Mais um disparate, cheio de boas intenções, do governo.

Um computador é útil

Anónimo on Terça, 02/08/2005 - 14:00

A compra de um computador tem a sua utilidade, ou de qualquer outro material, mesmo que seja apenas para jogar.

Existe sempre um factor aprendizagem associado

a sociedade da informação

Anónimo on Segunda, 01/08/2005 - 23:41

a sociedade da informação começa em competências específicas e acaba na utilização avançada de tecnologias de computadores e comunicações.

saber escrever uma carta no word implica adquirir uma série de competências que ESTÃO LONGE DE ESTAREM VULGARIZADAS. O pai de uma amiga minha só agora começa a saber enviar um mail e é psiquiatra...

E usar o Excel não é nada trivial...

Portanto,
1. ter um computador *significa* participar na sociedade da informação, em sentido lato

2. e um computador ligado à internet está decisivamente a participar da sociedade da informação

3. não percebi bem essa do hw ser barato e o sw ser caro. É um facto, mas relativo. É que o primeiro investimento é o hw. E ainda andam à volta de 1000 eur, qualquer coisa como (deixa-me lá abrir uma folha de excel) uns 2.5 salários mínimos. Não me parece nada irrisório.

4. acho acima de tudo a medida demagógica pq há coisas bem mais interessantes (e baratas) para se fazerem. Ex: abrir o mercado do acesso de dados (ADSL, cabo, etc.) e cortar os privilégios à PT.

Mas, de resto, até achei a medida simpática.

--Vítor JS

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação