Retrato de Luís Lavoura

Enquanto nós aqui andamos entretidos a discutir o deficit do orçamento de Estado, o Japão -- cujo Estado tem um deficit quase tão grande como o do nosso -- anda mais preocupado com os problemas que potencialmente afetam, de facto, a vida da nação. O problema real, para o Japão, é o aumento do preço do petróleo. O primeiro-ministro do Japão é um tipo liberal e usa um corte de cabelo que lhe tem valido muitas críticas. Mas, em matérias sérias, o Japão usa o seu disciplinado estilo nacional: depois de, no Verão passado, ter lançado a campanha "no trabalho sem gravata" -- com o fim de se estar mais à fresca e, assim, não se precisar de pôr a temperatura do ar condicionado tão baixa -- neste Inverno o Japão leva a cabo a campanha "mais uma camisola", incentivando as pessoas a usar mais roupa por forma a que a temperatura do aquecimento possa ser regulada para um valor mais baixo.

O Japão não brinca em serviço. Tem uma economia muito mais eficiente em termos energéticos do que a Europa, mas já viu que não é suficiente. E disciplina é o forte dos nipónicos, mesmo que ideologicamente sejam liberais.

P.S. Eu por mim procuro nas lojas da especialidade um tecido bem grosso, mas 100% lã, para mandar fazer umas calças. No mercado não se encontam calças suficientemente quentes; ou são de algodão, que não é quente, ou são de lã cortada com fibras artificiais, ou são de lã demasiado fina. Nada como um bom tecido de lã pura para se obter umas calças quentes e confortáveis. Ficam caras por causa do alfaiate, mas acho que vale a pena.

Duvido muito que o Kozumi

Vitor Jesus on Segunda, 28/11/2005 - 21:26

Para ser franco, duvido muito que o Kozumi esteja preocupado com o ambiente....

Mas, bem, e' o liberalismo a funcionar. Entre a imagem/justificacao social de uma medida e a respectiva implementacao pode haver grandes distancias. Mas da' ferramentas de controlo muito apuradas.

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação