-----------
NOTA: mais do que nunca, este artigo e' absolutamente pessoal e nao corresponde necessariamente 'a posicao do MLS enquanto colectivo.
-----------

Ha' tres comentarios que me ocorrem sobre as proximas presidenciais.

1. o candidato que apoio.
Nao tenho a menor duvida em quem irei votar: Cavaco Silva. Tecnicamente e' competente, situa-se no meu quadrante politico, nao me parece que ande na politica para ganhar dinheiro ou para mero exercicio de poder e parece-me ser serio e integro. Por outro lado, na comparacao com os outros candidatos, sai a ganhar. Os candidatos de outros partidos (PCP, BE, PH) usam as eleicoes para ou ganhar visibilidade (BE, PH) ou para fazer campanha contra o candidato da direita (todos). Alias, parece-me ser esta a razao pela qual a maioria dos PR sao de esquerda: nas presidenciais a esquerda une-se e faz campanha sempre destrutiva. O exemplo acabado e' o PCP que so' apresenta um candidato para destruir o "candidato da direita" (expressao, em si mesma, detestavel, como se houvesse uma especie de guerra de odios), acabando por desistir 'a boca das urnas.

2. Soares, politico profissional e o nivel da campanha
Na apresentacao da sua candidatura, Mario Soares diz assim:
""""
O mercado, entregue a si proprio, gera desigualdades (...). E' ao Estado que compete corrigi-las, nao se substituindo aos agentes economicos. (...) A globalizacao nao pode confundir-se com o neoliberalismo que, na sua forma extrema, parece agora aproximar-se do esgotamento. (...)
""""

Nao podia estar mais de acordo. O problema e' que, vindo de Mario Soares, soa a banalidades. E' efectivamente o politico profissional a angariar votos em todas as direccoes. E' dispersao a mais, orientacao ao voto a mais, nobreza politica a menos. Nao consigo imaginar Cavaco Silva a ter um discurso ambiguo (nao confundir ambiguidade com suavidade). Toda a gente sabe o que ele fara' enquanto PR, que tipo de politicas fara' e que tipo de pessoas apoiara'. Cavaco Silva faz campanha desta forma. Parece-me elevado.

3. a idade de Soares.
Nao tenho absolutamente nada contra um PR com 80 anos. Alias, 8 decadas comportam respeito, autoridade e experiencia de vida. Mas preocupou-me o que li nos jornais sobre o que aconteceu. Aparentemente (Publico de 27out05), Soares deu sinais de ja' nao ter a frescura de outrora.
Mas onde quero chegar e' aqui. Nao votarei em Cavaco Silva, e farei disto ponto de honra, se na campanha se usar este facto para atacar Mario Soares. A menos que ocorra algo verdadeiramente grave que indicie que Mario Soares nao tem capacidade para enfrentar uma PR durante 5 anos (ex: mostrar indicios claros de senilidade).
Se vejo Santana Lopes a usar este facto contra Mario Soares, nao vejo, de todo, Cavaco Silva a faze-lo.
Estou muito curioso para ver como se vai desenrolar a campanha.

Eu não votarei em nenhum

Bruno (não verificado) on Sexta, 28/10/2005 - 08:26

Eu não votarei em nenhum destes, pelo simples simples facto de que representam mais do mesmo. Nenhuma novidade, nenhuma alternativa, nenhuma ideia nova, nenhuma proposta... isto é, “vira o disco e toca o mesmo” ou “same sh$$, different day”!

Honestamente penso que vou votar em branco. Julgo mesmo que as pessoas que não estejam seguras de em quem votar que façam o mesmo, pois é o voto mais lógico se um não se sente representado. Só assim, e na minha opinião, forçaremos o responsáveis a actuar.

De qualquer maneira, falta-me averiguar a candidata Manuela Magno para decidir. Se não satisfaz, não hesitarei em votar em branco.

Cumprimentos,

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação