Retrato de Miguel Duarte

Não falo dos cartazes, mas das obras que em Carnaxide subitamente se iniciaram (enquanto escrevo este post, oiço os trabalhos na rua). Por coincidência (ou não), muito próximo das eleições.

Da minha parte, só posso dizer que não terão o meu voto. Por considerar este facto um sinal de profunda má gestão do meu dinheiro. Se calhar até votaria antes, agora, nem pensar.


Átrium Saldanha (zona de refeições)

Tertúlia no Bairro Alto sobre o Sistema Eleitoral.

Será que a proposta de alguns partidos em criar círculos uninominais é a
mais correcta? Será que deveríamos ter um círculo nacional único e não os
vários círculos eleitorais actualmente existentes? Será que os pequenos
partidos estão fadados à destruição?

Venha ajudar-nos a responder a estas e outras questões!

Convidados especiais:
- António Mendonça - Cientista Social e Político;
- Luís Humberto Teixeira - Jornalista.

Retrato de Luís Lavoura

Ontem - 18 de Julho - um administrador da Águas do Algarve aventou pela primeira vez - a 18 de Julho, repito - a possibilidade de a água vir a faltar no Algarve em Agosto, se agora não começar a ser poupada. A poupança deve começar, pois, a 18 de Julho. O administrador afirmou que, de facto, o consumo de água no Algarve tem sido este ano superior ao que foi no ano passado. Superior. E fez uma sugestão radical: que as empresas de lavagem de automóveis - "eu sei que isso lhes custa", disse ele - poderiam talvez reduzir o seu ritmo de funcionamento. Reduzir, claro. Apenas isso.

Estive no Algarve há um mês atrás. A água corria livremente nas torneiras, e não vi em sítio nenhum qualquer menção de que pudesse vir a faltar, de que fosse necessário poupá-la. Os relvados dos hoteis eram copiosamente regados, inclusivé à hora de maior calor, e estavam verdejantes. Tudo era feito para ocultar do pensamento dos turistas qualquer ideia de que pudesse vir a haver escassez de água.

A 18 de Julho começa, finalmente, a poupança. Mas só nas lavagens de automóveis.

Vivemos num país em que quase todos estão à espera que o Estado ou o vizinho do lado faça alguma coisa para mudar o estado a que chegámos. No entanto, como quase todos estão à espera que o outro faça alguma coisa, o país não muda. Ficando nós nas mãos dos que estão na política pelos seus interesses pessoais e não por aquilo em que acreditam.

Pois nós, como liberais, acreditamos que cabe ao indivíduo mudar o país.

Cada um de nós deve ser um agente da mudança. Se cada Liberal em Portugal trabalhar pelo Liberalismo em Portugal, nem que seja meia hora por mês, o nosso país vai mudar. Um grupo de liberais deu início ao projecto que é o MLS - Movimento Liberal Social, o primeiro passo foi dado. Agora, cabe-te a ti ser também uma força de mudança e ajudar o projecto a vingar.

Não é preciso muito tempo, não é preciso dinheiro, apenas vontade de criar um Portugal mais liberal.

Se estás disposto a isso, mesmo que ainda não queiras ser membro, por favor entra em contacto com a nossa área de recursos-humanos via a preenchimento do formulário abaixo ou telefonando para 91 473 37 71. Podemos ajudar-te a criar um grupo do MLS na zona onde vives ou colocar-te em contacto com um grupo já em actividade. Chegou o momento, de em Portugal, os liberais unirem-se e criar um Portugal liberal.

Para que nunca mais tenhas de votar em branco!

Um debate em que o convidado especial é Michael Kauch, deputado na Alemanha pelo FDP (Partido Liberal Alemão). Este deputado, lutador dos direitos dos LGBT na Alemanha, irá apresentar a evolução dos direitos dos LGBT no seu país e na Europa.

Além de Michael Kaunch, irão estar presentes na mesa dos oradores, representantes do Partido Humanista, da Ilga Portugal e do Movimento Liberal Social, que darão o seu ponto de vista relativamente ao que ainda há a fazer em Portugal. A moderar o debate estará o Luís Humberto Teixeira do blogue Reciclemos.

Gostas do que viste mas ainda tens mais questões a colocar-nos? Preenche este formulário e envia-nos as tuas questões. Faremos o possível para te dar uma resposta que te tire todas as dúvidas.

Sem o trabalho de voluntários não conseguiremos ter o impacto em Portugal que gostaríamos de ter. Por isso, cada novo voluntário é uma importante ajuda para o liberalismo em Portugal. Desde traduzir textos, a criar novos conteúdos, organizar campanhas, debates ou seminários, muita coisa podes fazer pelo MLS.

Se tens algumas horas disponíveis por mês, para mudar o teu país, preenche este formulário e vem colaborar connosco. Não é necessário ser membro para isso.