Retrato de Luís Lavoura

No passado, formou-se um cartel de países produtores de petróleo - a OPEP - cujo objetivo era criar uma escassez artificial de petróleo, através de limites à produção, que levasse a que o preço desse produto fosse mais alto. Esse cartel foi devidamente vilipendiado pelos países europeus consumidores de petróleo.

Hoje, Portugal, conjuntamente com a Espanha, a França e a Itália, pretende formar um cartel de países produtores de leite dentro da União Europeia. Esse cartel planeia pôr a União a comprar leite aos produtores, a preços superiores ao do mercado, com o fim de destruir esse leite e assim criar uma escassez artificial que faça com que o preço de mercado suba. A população em geral fica a perder dinheiro de duas formas: porque (enquanto contribuinte) desembolsa dinheiro para que a União Europeia compre o leite e porque (enquanto consumidora de leite) compra o leite mais caro.

Enfim, um cartelzinho disfarçado atuando à escala da União Europeia. Que merece ser denunciado. Tal como a hipocrisia de quem o propõe, que umas vezes se pretende liberal, outras pretende distorcer o mercado.


(A partir do momento em que o cartel tenha sucesso, uma eventual mensagem negativa dos consumidores quanto à sua preferência por leite - devida, por exemplo, às alergias que esse produto consabidamente provoca - fica perdida: mesmo que as pessoas passem a consumir menos leite, a produção permanece inalterada e nenhum produtor fale. É uma maravilha para os produtores e um pesadelo para os contribuintes: estes últimos pagam cada vez mais dinheiro para pagar um produto cada vez mais desnecessário.)

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação