Retrato de Luís Lavoura

É espetacular que, em matéria de Estado de Direito em Portugal, ele tenha que ser imposto por um agente estrangeiro como a leiloeira Christie's. Uma instituição privada inglesa mostra-se mais atenta e respeitadora da lei portuguesa do que os agentes públicos portugueses. A lei de Portugal tem que ser imposta por um agente estrangeiro, ainda por cima privado. É espetacular. Assim se vê a diferença entre a cultura do Estado de Direito no Reino Unido e em Portugal.

Retrato de David Moreira

Estado contrabandista

David Moreira on Sexta, 07/02/2014 - 01:25

1- A ânsia deste governo em vender as 85 pinturas de Miró é tal, que atropela a lei e comporta-se como um contrabandista de arte.

É um contrabandista desesperado que irá fazer um mau negócio.

Esta ânsia é devida ao medo de poderam ser classificadas como obras de interessa nacional e não possam ser vendidas, mais isto é o que as entidades comtetentes têm de fazer, como manda a lei.

 

Não me venham com o provincianíssimo de que elas não são de cultura portuguesa logo não podem ser classificadas dessas maneira, elas são arte universal, basta ver que a maioria das obras do Museu de Arte Antiga não são de autores portugueses. Imaginem a França a ser tão provinciana, os museus ficavam com muito espaço livre.

 

2- Além disso, estes liberais de negócios não sabem nada. Não se vende um lote tão grande porque desvaloriza as obras. Mais são obras pouco conhecidas porque raramente foram expostas.  

Têm a possibilidade de valorizar as obras, expondo-as dando a conhecê-las. Repartir em lotes, e vendê-las mais tarde. Por mais dinheiro. Se é isso que querem.

Retrato de David Moreira

Estado contrabandista

David Moreira on Sexta, 07/02/2014 - 01:24

1- A ânsia deste governo em vender as 85 pinturas de Miró é tal, que atropela a lei e comporta-se como um contrabandista de arte.

É um contrabandista desesperado que irá fazer um mau negócio.

Esta ânsia é devida ao medo de poderam ser classificadas como obras de interessa nacional e não possam ser vendidas, mais isto é o que as entidades comtetentes têm de fazer, como manda a lei.

Não me venham com o provincianíssimo de que elas não são de cultura portuguesa logo não podem ser classificadas dessas maneira, elas são arte universal, basta ver que a maioria das obras do Museu de Arte Antiga não são de autores portugueses. Imaginem a França a ser tão provinciana, os museus ficavam com muito espaço livre.

 

2- Além disso, estes liberais de negócios não sabem nada. Não se vende um lote tão grande porque desvaloriza as obras. Mais são obras pouco conhecidas porque raramente foram expostas.  

Têm a possibilidade de valorizar as obras, expondo-as dando a conhecê-las. Repartir em lotes, e vendê-las mais tarde. Por mais dinheiro. Se é isso que querem.

Retrato de David Moreira

O governo contrabandista

David Moreira on Sexta, 07/02/2014 - 01:22

 1- A ânsia deste governo em vender as 85 pinturas de Miró é tal, que atropela a lei e comporta-se como um contrabandista de arte.

É um contrabandista desesperado que irá fazer um mau negócio.

Esta ânsia é devida ao medo de poderam ser classificadas como obras de interessa nacional e não possam ser vendidas, mais isto é o que as entidades comtetentes têm de fazer, como manda a lei.

Não me venham com o provincianíssimo de que elas não são de cultura portuguesa logo não podem ser classificadas dessas maneira, elas são arte universal, basta ver que a maioria das obras do Museu de Arte Antiga não são de autores portugueses. Imaginem a França a ser tão provinciana, os museus ficavam com muito espaço livre.

 

2- Além disso, estes liberais de negócios não sabem nada. Não se vende um lote tão grande porque desvaloriza as obras. Mais são obras pouco conhecidas porque raramente foram expostas.  

Têm a possibilidade de valorizar as obras, expondo-as dando a conhecê-las. Repartir em lotes, e vendê-las mais tarde. Por mais dinheiro. Se é isso que querem.

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação