Retrato de Luís Lavoura

De quem é a culpa, se a Grécia sair da Zona Euro? Quem fez tudo para atingir esse objetivo?

Há quem diga que a culpa é do Syriza. Mas não me parece. O Syriza será talvez um partido de extrema-esquerda, adversário do projeto europeu. É possível. Mas, mesmo que o seja, os dirigentes do Syriza são suficientemente inteligentes para saberem que o povo grego não deseja que a Grécia saia da Zona Euro e que, se isso acontecer, muito provavelmente castigará o Syriza nas urnas. O Syriza perderá inelutavelmente a sua maioria nas próximas eleições se a Grécia sair do euro. E os dirigentes do Syriza sem dúvida sabem isso.

Para o FMI também não há grande vantagem em que a Grécia saia da Zona Euro. O FMI sabe que perderá o dinheiro que lhe emprestou. Os dirigentes do FMI sabem que serão castigados pelos seus acionistas não-europeus por se terem imiscuído no resgate aos membros da Zona Euro.

Para o Banco Central Europeu também não há vantagens nenhumas em que a Grécia saia. Aliás, o BCE tem feito tudo o que pode para que a Grécia fique, abrindo sem cessar a torneira aos bancos gregos. O BCE sabe que, se a Grécia sair e fizer default, ele, BCE, perderá muito dinheiro e será forçado a monetizar, não apenas as suas dívidas, mas também as dívidas da Grécia que estão em poder de outros governos europeus. Ou seja, o BCE será forçado a fugir ao seu mandato de controlar a inflação e de não monetizar dívidas. O que será certamente bastante desagradável para o BCE.

Quem tem interesse em que a Grécia saia do euro são, simplesmente, os governos dos restantes países da Zona. Esses, perderão uma enorme chatice e dor-de-cabeça. Deixarão de ter que explicar aos seus eleitorados que estão a emprestar cada vez mais dinheiro a um país falido. A expulsão da Grécia da Zona Euro servirá de útil lição a esses eleitorados, para que continuem a eleger partidos de direita e não caiam jamais na tentação de votar em partidos com ideias próximas das do Syriza. Os governos europeus sabem que nem sequer deverão perder grande dinheiro com a saída da Grécia, pois o BCE deverá, a contragosto é certo, ser forçado a monetizar todas as obrigações às quais a Grécia fizer default, pelo que a dívida pública dos restantes Estados da Zona Euro nem sequer deverá aumentar.

Estão encontrados os culpados.

Empréstimo fixo Ataux

carlosgutierez1... on Terça, 30/06/2015 - 14:29


Empréstimo fixo sem um requisitos predeterminados registo!
Procurando por um empréstimo, mas não são dinheiro no sector bancário e não bancário para emprestar? Então, que é nosso empréstimo privado por um investidor independente. Se registrado ou execução. Empreste os empregados, os trabalhadores independentes e os desempregados.
Alugamos 20, 30, 50, 100, 200, 300 ou 400 000 CZK. Avance o nível de juros e o reembolso. Avançar o pagamento e o diferimento do pagamento por ano.
Se você alugar você deve contatar-pelo e-mail [email protected]
Envie um email, como você é e como muitas informações sobre sua situação.

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação