O Secretário de Estado dos Transportes, Carlos Correia Fonseca, fez uma análise sobre o Metro de Lisboa e demonstrou uma forte incapacidade de pensamento sistémico.

As estações periféricas são pouco utilizadas enquanto que troços centrais têm uma elevada utilização.
E desta observação e de uma análise muito linear, o Secretário de Estado, concluiu que não faz sentido investir nas periferias, mas sim investir na área central.
Ora bem, isto pode fazer sentido numa análise linear, mas não faz qualquer sentido numa análise sistémica.

Ora vejamos. Se existisse uma única linha de metro, a utilização dos troços centrais seria sempre superior aos da periferia. Isto porque quem viaja entre as estações periféricas, utiliza os troços centrais e quem utiliza as linhas centrais pode não usar a periferia da rede.

Ou seja, a forma das estações e troços periféricos passarem a ser mais utilizados é deixarem de ser periféricos e para isso é necessário prolongar essas linhas. Logo aqui, a análise do Secretário de Estado perde o sentido.

Mas há mais. As redes de transporte só são eficientes quando funcionam efectivamente em rede.
E neste aspecto o metropolitano de Lisboa ainda está muito atrasado. Apenas no centro de Lisboa existe uma rede, no espaço compreendido entre as estações: Marquês de Pombal, Baixa-Chiado, Alameda e Campo Grande. Assim sendo é natural que as linhas compreendidas entre estas estações sejam muito utilizadas, pois são elas que ligam todas as outras.

Imagine-se, a título de exemplo (não é uma proposta), que existia uma linha a dar a volta a Lisboa que ligasse Santa Apolónia, Gare do Oriente, Odivelas, Amadora Este e (depois de dar a volta a Monsanto) viesse dar a Algés, ligando com o Comboio da Linha de Cascais. Esta linha iria tirar muita da circulação dos troços centrais e iria dinamizar fortemente as estações que hoje são periféricas.

Portanto, o que resolveria o problema enunciado pelo secretário de Estado não é o que ele propôs, mas exactamente o oposto.

artigo:
http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Lisboa&Concelho=Lisboa&Option=Interior&content_id=1458173

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação