Retrato de Luís Lavoura

O primeiro-ministro britânico David Cameron pretende coartar os movimentos de pessoas dentro da União Europeia, nomeadamente impedindo-as de emigrar para o Reino Unido. Fá-lo sob a pressão do Partido da Independência do Reino Unido (UKIP) e de muitos votantes, que aparentemente, mas sem razão economicamente válida para isso, não querem mais imigrantes no país.

O Reino Unido é, conjuntamente com a Suíça referida no post anterior, um dos dois países europeus que nos últimos anos mais tem ajudado Portugal, nomeadamente ao acolher múltiplos portugueses. As propostas de Cameron constituem um perigo atual e verdadeiro para todos aqueles portugueses que já se encontram no Reino Unido ou para lá possam pretender emigrar. O Reino Unido quer deixar de ajudar Portugal.

Todos aqueles portugueses que exibem simpatia pelas teses anti-imigracionistas e xenófobas do UKIP, e que se congratulam com os seus sucessos eleitorais, estão, de facto, a prejudicar os seus compatriotas e o seu país.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação