Retrato de Luís Lavoura

Sempre considerei incompreensível e inaceitável a fiscalidade mais favorável da qual o vinho é objeto em Portugal.

O álcool é uma das drogas mais viciantes que há. É mais viciante que o tabaco ou o haxixe. E causa enormes danos à saúde, não só danos diretos (cirrose, etc) como sobretudo danos indiretos (violência doméstica, condução perigosa, etc).

Com uma terrível agravante: enquanto que o tabaco só causa problemas de saúde a longo prazo, o álcool tende a provocar problemas de saúde a relativamente curto prazo. Enquanto o tabaco causa cancro e mata pessoas que já são de qualquer forma idosas e pouco ou nada produtivas, o álcool destrói a saúde, as mais das vezes, a pessoas e famílias ainda jovens e produtivas.

Com outra terrível agravante: enquanto o tabaco tende a só destruir a saúde de quem o consome, o álcool, através dos comportamentos agressivos e perigosos que fomenta, destrói a saúde de famílias inteiras, e de estranhos.

Tal como o tabaco é objeto de uma fiscalidade altamente penalizadora, o álcool, por maioria de razão, também o deve ser.

Todo o álcool é álcool. Não é por vir sob a forma de cerveja, vinho, licor ou aguardente que é mais nem menos álcool. É o álcool, o conteúdo da bebida em álcool, que deve ser objeto de imposto, e não as outras essências que dão mais ou menos sabor à bebida.

Acho muito bem que o governo coloque o IVA sobre o vinho (e sobre a cerveja) na taxa máxima. Ademais, o vinho e a cerveja devem ser sujeitos a um imposto especial sobre o seu teor alcoólico, semelhante - e com o mesmo valor - ao imposto que recai sobre as aguardentes.

Oferta de empréstimo entre particular fiável à taxas de 2%, somos um serviço de empréstimo de dinheiro entre particular que ajuda todos na necessidade de crédito, para as vossas necessidades de empréstimo pessoal.
Credito pessoal, hipotecário, automóveis, e imoveis para particular e profissionais recepção do seu credito com todo seguro.
Para mais informações: [email protected]
www.pedromiguelfernade.wixsite.com/financiamento

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação