Retrato de Luís Lavoura

O presidente dos EUA Barck Obama afirmou recentemente que a eliminação do Estado Islâmico está dependente de uma solução para o que fazer com o presidente sírio Assad.

Obama exprimiu muito bem, se bem que de forma criptográfica, a política americana em relação ao Estado Islâmico: só queremos que o Estado Islâmico seja eliminado se simultâneamente pudermos mudar o regime sírio. Ou seja, para os EUA, o Estado Islâmico é preferível a Assad; só se eliminará o Estado Islâmico se primeiro se puder eliminar Assad.

De forma efetiva, os EUA são aliados do Estado Islâmico. Para eles, este úlimo pode continuar a existir. Assad é que não pode permanecer no poder.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação