Retrato de Luís Lavoura

No dia (de ontem) em que foram duramente reprimidas pela polícia manifestações na Argélia, no Baraine e no Irão, a secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton apressou-se a fazer uma declaração pública muito veemente pedindo que os manifestantes no Irão se possam manifestar livremente. Esqueceu-se convenientemente de pedir o mesmo para os manifestantes no Baraine e na Argélia.

 

(Entretanto, no país mais fundamentalista de todos, a Arábia Saudita, a situação permanece calma. Até quando?)

Retrato de David Moreira

Os EUA não brincam em serviço

David Moreira on Quarta, 16/02/2011 - 18:52

No Baraine a população é maioritariamente xita, se bem que a monarquia que o governa é sunita, não convém encoraja-los muito, ainda se tornam noutro irão.

Na Argélia convém como está, ainda os fundamentalistas tomam conta do País.

Na Arábia Saudita, os contestatários ainda são mais fundamentalistas do que o regime, por isso convém ficar como está.

 

Real politic como sempre

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação