Retrato de Miguel Duarte

Porque uma imagem vale mais do que 1000 palavras (e porque os portugueses têm que parar de pensar pequeno - Lisboa não é menos, que Veneza, Madrid, Bruxelas, Londres, Roma ou Paris):

Praça de São Marcos (Veneza)

Praça Maior (Madrid)

Grande Praça (Bruxelas)

Trafalgar Square (Londres) - (nota: existem projectos para a tornar completamente pedonal)

Praça Navona (Roma)

La Place des Vosges (Paris)

Acrescento, devido a um comentário:

Plaza Nueva (Sevilha)

Boas! Tenho que me deslocar

Jose Lemos on Segunda, 01/03/2010 - 20:25

Boas!
Tenho que me deslocar frequentemente no sentido Este-Oeste e vice-versa na cidade de Lisboa na zona ribeirinha. (Stª Apolónia/Bairro Alto/Santos/Algés)
Desde sempre, desde que Lisboa se desenvolveu ao longo do seu rio, este sempre foi um eixo privilegiado de circulação.
Entre o concelho de Oeiras (Algés) e o conselho de Loures (zona da Expo) este eixo tem sempre pelo menos 2 faixas de rodagem para cada lado.
Agora, na Praça do Comércio, apenas tem uma para cada lado o que se revela ser um atrofio nesta circulação. Uma trombose, como li algures!
Tudo entupido desde a Ribeira e/ou desde pouco depois do Museu Militar!
Querem convencer-me que é melhor ir dar a volta pelo Norte da cidade? E que dizer daquela plantação ridícula de pilaretes no Cais do Sodré e perto da Casa dos Bicos que é memorável? Alguém se preocupa com a confusão que está de marcações no pavimento nessa zona?
O trânsito que "desapareceu" dali foi incomodar muito mais gente noutras ruas da Baixa ou também não dá jeito falar do caos que ocorre nessas ruas? Desculpem, mas parece-me um pouco varrer o lixo para debaixo do tapete.
Também aquelas passadeiras colocadas em frente do Cais das Colunas, que são muito bonitas mas que pura e simplesmente não se vêem, são um atentado à segurança não só pela questão da visibilidade como no material utilizado que é extremamente escorregadio especialmente se molhado. Perguntem a quem anda de moto e retirem conclusões. Outros exemplos estão na passagem Restauradores/Rossio e Jardim das Amoreiras. Neste último caso agravado com o ruído de rolamento que gera numa zona habitacional.
Concordo que se deva limitar a velocidade nesta zona (com semáforos, por exemplo)mas deixando o trânsito fluir em 2 faixas.
A Praça é realmente espectacular mas também especialmente GRANDE! Grande ao ponto de nem perceber bem como vai ser ocupada, por exemplo em dias de Verão à chapa do sol. Os ministérios vão sair? Já pensaram verdadeiramente como tratar das dezenas de pessoas que ali dormem todas as noites ao abrigo das arcadas? Nunca pensaram em plantar árvores?
Desculpem o desabafo mas não sei expressar melhor este meu desagrado num mundo onde só parece bem dizer bem do que aparentemente parece querer fazer parte de soluções pseudo verdes.
Eu também gosto de Lisboa, nasci em Lisboa e tenho família "espalhada" entre Stª Apolónia, Bairro Alto, Santos e Algés.
Perdoem-me se apenas os quero visitar sem ter que dar a volta ao mundo.
Cumprimentos.
JA Lemos

Mais fotos da praça do comércio

mcarvalho on Quarta, 03/10/2007 - 22:55

http://menos1carro.blogs.sapo.pt/57742.html
http://menos1carro.blogs.sapo.pt/51691.html

Estacionamento

Maurits van der... on Sexta, 14/09/2007 - 11:42

Praça do Comercio? Ah, aquele parque de estacionamento...

Luis, eu acho que a Baixa é vazia a noite porque há poucos sítios interessantes para ir. Se tu mudasses isso, tudo mudava. Também a zona ribeirinha entre a Praça do Comercio e Cais do Sodré poderia ser uma área espectacular para restaurantes e bares, muito mais central e atractivo do que as Docas.

===============================================
Maurits é membro do MLS, D66, e LYMEC

Retrato de Igor Caldeira

Não se pode ter tudo. Hoje

Igor Caldeira on Sexta, 14/09/2007 - 21:52

Não se pode ter tudo. Hoje felizmente já não temos carros.

Mas também não temos (viremos algum dia a voltar a ter?) o Cais das Colunas.

Retrato de Luís Lavoura

Não estou convencido

Luís Lavoura on Quinta, 13/09/2007 - 13:41

Isso no sul de Portugal não funciona. O sol é demasiado abrasador. As pessoas não querem estar ao sol.

No sul de Portugal não basta pedonalizar uma praça. É também preciso pôr-lhe árvores frondosas.

Luís Lavoura

Retrato de Miguel Duarte

:)

Miguel Duarte on Quinta, 13/09/2007 - 13:48

Lisboa é mais quente que Sevilha? ;) Além disso, nos dias de calor tens sempre a noite e olha que os Lisboetas até têm hábitos nocturnos, ao contrário do norte da Europa.

Nota: Vou acrescentar uma foto de Sevilha. ;)

Retrato de Luís Lavoura

Ninguém iria passear à

Luís Lavoura on Sexta, 14/09/2007 - 09:25

Ninguém iria passear à noite para a Praça do Comércio porque, ao contrário daquilo que acontecerá em Sevilha ou seja lá onde fôr, ninguém mora perto da Praça do Comércio. As pessoas só tomarão um autocarro para ir passear à noite se tiverem uma forte razão para irem passear a esse sítio em particular.

Além disso, é deveras irrealista, em minha opinião, pretender tornar a Praça do Comércio numa zona pedonal. Porque a Baixa lisboeta é uma das poucas zonas planas e com ruas amplas da cidade. Tirar o trânsito da Praça do Comércio consistirá, com toda a probabilidade, em metê-lo num sítio onde incomodará muito mais gente.

Eu mantenho-me na minha: arborizem toda a placa central da Praça do Comércio, transformando-a num jardim público. A estátua do D. José ficará (daqui a alguns decénios) encoberta pelas tílias e pelos pinheiros mansos. Será então uma das grandes praças mais originais do mundo: uma grande praça no centro da cidade, toda coberta de árvores.

Luís Lavoura

Retrato de Miguel Duarte

Carros e Árvores

Miguel Duarte on Sexta, 14/09/2007 - 09:38

Tu tens razão quando ao trânsito, dado que a Praça do Comércio é uma zona de passagem.

A única solução que vejo é enterrá-lo (túnel), sendo que pelas obras do Metro de Lisboa, obviamente, tenho a consciência da dificuldade do mesmo.

Quanto às árvores, nada contra, é uma opção estética, mas tenho que admitir que se colocasses Bares, Restaurantes e Cafés nas arcadas, ajardinasses toda a praça do comércio e enterrasses o trânsito, criando um contínuo entre a Baixa e o rio, ficavas com uma das praças mais bonitas do mundo, senão a mais bonita.

Isto, ainda mais, tendo em conta que há projectos que prevêem um corredor contínuo, para peões e bicicletas, sempre junto ao rio, entre a Expo e Cascais.

ganharam

Hugo Garcia on Quinta, 13/09/2007 - 13:25

Pronto,
convenceram-me que realmente uma imagem pode valer mais que mil palavras.

Quero uma dessas para Lisboa

Excelente Miguel. Muito bom

André Escórcio ... on Quinta, 13/09/2007 - 12:19

Excelente Miguel. Muito bom mesmo. Só falhaste na Tag, é politica local e não politica nacional :p

Retrato de Miguel Duarte

:)

Miguel Duarte on Quinta, 13/09/2007 - 13:42

Já acrescentei uma nova classificação. ;)

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação