Retrato de Miguel Duarte

Bonito serviço. Os americanos estão a conseguir substituir um estado laico, embora ditatorial, por uma república islâmica, aliada do Irão conservador e onde as mulheres estão rapidamente a perder os seus direitos.

Será que só metade da população do Iraque é merecedora da Libertação?

Algumas das novas "liberdades" que provavelmente passarão na nova constituição para as mulheres:

  • Incorporação da lei Sharia como lei do estado;
  • Poligamia (apenas para o homem, claro está, as mulheres certemente serão apedrejadas);
  • Tribunais de acordo com a religião das mulheres (e se a mulher não tiver religião?);

Para ter uma ideia, este é o comentário de uma mulher sobre o que se está a passar no país:

I'm now afraid to drive my car. I've changed where I study and work so that I can be nearer to home.

Será que isto foi mesmo uma libertação?

A sharia na constituição americana

Daniel Romeiro (não verificado) on Quinta, 01/09/2005 - 03:51

Acho que há algum exagero. Da breve pesquisa que fiz, descobri que:
1- a sharia deverá ser UMA fonte da lei do estado, não A fonte;
2- a maioria dos iraquianos defende direitos iguais para as mulheres (70%) e liberdade religiosa (60%); ora, e por exemplo, muitos curdos NÃO são muçulmanos, têm a sua própria religião, de tradição oral;
3- o problema não está no islamismo e na sharia, mas sim nas suas interpretações, caso não haja uma lei laica superior e democrática.

Há vários esboços da futura constituição que estão a ser veiculados. É natural que algumas facções mais radicais proponham leis igualmente radicais; nada de novo aqui. O que é novo é o intenso acompanhamento internacional, que joga a favor de uma constituição verdadeiramente democrática. E não esqueçamos que o Iraque, ao contrário da grande maioria dos países muçulmanos, tem já uma tradição laica.
É fácil pegar em algo bombástico, seja sobre radicalismo religioso ou a pretensa incapacidade americana, e reproduzir isso nos media; mais difícil é tentar ver todos os lados da questão e/ou (a propósito dos EUA), agir. Teria sido melhor ficar tudo como estava?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação