Retrato de Luís Lavoura

A Tunísia era (e é), de entre os países norte-africanos, o mais querido do "Ocidente". Tinha (e tem) uma política económica q.b. liberal e controlava o temido islamismo fundamentalista. O facto de ser uma ditadura não era (e continua a não ser) por demais incomodativo.

 

Há um inconveniente: o poder de compra dos tunisinos é hoje menor do que há trinta anos atrás. A Tunísia encontra-se em ebulição sob uma revolta popular.

 

O "Ocidente" raramente escolhe corretamente os seus amigos.

Está muito silencioso por aqui! Porque não deixar uma resposta?

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação