Retrato de Luís Lavoura

O que ontem se passou em São Bento foi uma inaudita vergonha, que sem dúvida enoja qualquer pessoa civilizada.

Durante algum tempo, um punhado de indivíduos entretiveram-se a arrancar pedras da calçada para as lançar violentamente contra polícias. Atrás desses indivíduos, um grande número de cidadãos assistiu, impávido, à cena de violência gratuita, sem procurar fazer nada para impedir os malfeitores de prosseguir a sua tarefa. Outros malfeitores entretiveram-se, mais uma vez perante a complacência cobarde e conivente de muitos, a incendiar contentores de lixo, partir montras de lojas, e outras depredações. Durante muito tempo, a polícia recusou-se a intervir nesta cena, permitindo que as depredações prosseguissem impunes.

Que mal fizeram os habitantes de São Bento, que hoje encontram os seus contentores de lixo queimados, as lojas do seu bairro vandalizadas, os semáforos nas suas ruas deitados pelo chão? Que culpa têm esses cidadãos, porque devem ser assim penalizados?  Porque não defendeu a polícia esses cidadãos, a tempo e horas, dos malfeitores? Porque não intervieram os cidadãos, em muito maior número, que por ali se encontravam, e no meio dos quais os malfeitores se acoitavam?

"Atrás desses indivíduos, um

Sérgio (não verificado) on Sexta, 16/11/2012 - 09:22

"Atrás desses indivíduos, um grande número de cidadãos assistiu, impávido, à cena de violência gratuita, sem procurar fazer nada para impedir os malfeitores de prosseguir a sua tarefa."

Tenha vergonha! O que queria que as pessoas fizessem? O trabalho da polícia? E parece que desconhece que muita gente pediu, gritando, a esses individuos que parassem.

O governo aproveitou a violência de alguns para reprimir todos os que protestavam e intimidar o povo português. Ou acha que a hora sob a chuva de pedradas não serviu apenas como propaganda para minar o protesto?

Retrato de Luís Lavoura

resposta

Luís Lavoura on Sexta, 16/11/2012 - 10:12

O que eu queria que elas fizessem é aquilo que qualquer pessoa tem obrigação de fazer quando vê outra a atirar pedras a outrem, ou quando vê um homem a bater numa mulher na rua, etc. Ou seja, que interviessem fisicamente e procurassem impedir a agressão. Penso que essa é uma obrigação de qualquer cidadão.

O Luís Lavoura tê-lo-ia

Sérgio (não verificado) on Sexta, 16/11/2012 - 10:49

O Luís Lavoura tê-lo-ia feito?
Eu não percebo porque é que o Luís Lavoura reclama isso dos cidadãos quando estavam forças policiais presentes.
Mas ainda bem que no post acima reconhece que mesmo sem apoiar qualquer atitude por parte dos manifestantes, a actuação da policia foi péssima. E acho que o argumento da incompetência aqui não colhe.

Foi claramente um deixa arder. Acho que a ultima quarta-feira foi um ponto de viragem tenebroso: pela manipulação, pela violência, pelas detenções ilegais e pelos atropelos ao processo legal.

  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação